Amantes Avermelhados

Eis que Moulin Rouge exerce o amplo efeito de amor no âmbito da surrealidade cinematográfica: irrepreensível charme musical, roteiro que percorre as artimanhas do ácido-humor inteligente e romance-dramático veemente. A plasticidade musical é altamente carregada em letras e melodias de clássicos de ícones sonoros, o conjunto da obra proporciona um resultado surpreendente. Nicole Kidman e Ewan McGregor personificam amantes predestinados à beleza de amar e ao sofrimento da paixão, eis que a sensualidade da química do amor reina no cabaré de luxo. O vermelho excessivo, as mesclagens de cenas com dinamismo e o classicismo das vestimentas das prostitutas conceituam o ambiente sexualizado que simboliza o teto dos amantes. Como não idealizar o tesão dentro do bordel Moulin Rouge? Baz Lurhmann não é só técnica, é ousado passional emotivo: tanto na direção cuidadosa, quanto na originalidade que permeia sua verve criativa talentosa. O amor é o mote? É ele que direciona o enredo firmado na tese do clichê que convence, pois a premissa alia-se do velho com o novo argumento: já vimos histórias semelhantes, mas não com o tempero do mestre-cuca Luhrmann. A decisão de utilizar músicas contemporâneas para ilustrar sua tragédia-de-amor foi sábia, bem como a escolha do elenco. Satine e Christian jamais poderiam existir senão com interpretações cicatrizantes e aguçadas de Kidman e McGregor. Um poeta-escritor inglês apaixonado pela cortesã de Paris?

O amor tem suas particularidades sentimentais. O que transpira é desejo, paixão e sensualidade em cada cena conceituada. Os diálogos fervem, a montagem do filme é consistentemente ligeira e as músicas concebem interatividade com o roteiro. Tudo é extremo intenso, completo aprofundamento de intensidade, repleta concentração de cores e atuações. É o entretenimento buscando a forma da perfeição? O romantismo impulsiona o público e o filme - e vice-versa. Há ritmo, há essência - a substância é o sabor de experimentar um trabalho tão cativante. Parafraseando uma frase do filme: "A coisa mais importante que se pode aprender na vida é amar. E em troca, ser amado...". Um clássico moderno imperecível.

45 opinaram | apimente também!:

Jardel Nunes disse...

Junto com Sweeney Todd e Across the Universe, Moulin Rouge é meu musical preferido... e olha que eu gosto de musicais e muito.
Filme ótimo, fotografia, montagem, os efeitos e as atuações soberbas que vão além do casal protagonista.
Gosto tanto das músicas que tenho elas no meu computador para ouvir de vez em quando...

Grande Abraço e parabéns pelo blog.

www.topangablog.blogspot.com

EFS*** disse...

Músicas perfeitas, performances perfeitas, elenco mais que perfeito...
O Amor em Vermelho... O Grande Musical

x Padilha' disse...

Realmente, um clássico.
Adoro!

Como sempre, excelente texto.

Abraço!

FELIPE G2 disse...

Adoro MR! Um dos meus musicais prediletos! Tudo se encaixa perfeitamernte neste filme: direção, música, atores, roteiro. Tudo!

Amanda Aouad disse...

O que mais gosto na idéia desse musical é a utilização das músicas comtemporâneas. Mas, o amor e o desespero dos protagonistas é mesmo contagiante.

Maycon Aguiar disse...

Moulin Rouge é uma experiência cinematográfica soberba. Este romance entrelaçado pelas canções e, principalmente, pela dança, nos apresenta uma nova concepção dos amores impossíveis. Além de belo é um filme diversíssimo. Assiste, e recomendo.

Um abraço!

it was RED - Para quem gosta de cinema disse...

Adoro o filme! Como tu disseste, uma história de amor aparentemente comum toma feições originais nas mãos de Lurhmann.

Abraço!

Letícia Alvares disse...

Um dos meus musicais preferidos. Sensível, provocante, quente, ousado, vermelho! E lendo aqui o que você escreveu, fiquei ainda mais apaixonada!

e 'O show deve continuar'...

Paulo [ALT] disse...

Moulin Rouge é meio a cara do seu blog, também acho que deveria postar sobre ele... e finalmente... lá está. The red post, hehe.

Sabia que ia colocar essa frase... the greatest thing you'll ever learn is to love and be loved... in... return. Grade filme! Grande post! E bem dito, imperecível.

Concordo com você, nos comentários a parte faz um tempo já, que talvez parte do começo não seja tão excelente quanto o resto do longa, mas não me fez deixar de colocá-lo no Top5 meu.

A trilha é sem comparação. Boa citar os ícones... cada vez que assisto consigo identificar um novo. Desde David Bowie, we could be heroes, até outros trocentos.

Um dos melhores posters pra mim também. Ah, podia ficar aqui dizendo várias coisas. Mas é um filme memorável e tocante que consegue chegar até nos que odeiam musicais. Os diálogos fervem sim e não seria igual sem Nicole e Ewan. Um clássico moderno e um dos últimos que percebo. Será que ainda podem fazer filmes dessa magnitude?

Abraçooo!

Vestibulando disse...

Filme original, e de uma exuberância visual sem igual, com boas atuações, ótima trilha sonora, tudo regado a uma boa originalidade na medida exata. Ele possui uma veia cômica que o equilibra para não cair nos dramas pesados e açucarados.

Parabéns pelo blog
Iremos voltar mais vezes

Visite o nosso :
www.blog.maisestudo.com.br

Abraços

MaisEstudo

Júnia L. disse...

Cristiano,

Estou passando para desejar a você e sua família tudo de bom e que o verdadeiro espírito de Natal esteja com todos vocês durante todos os dias de suas vidas, afinal Natal é dar mais do que receber, natal é amor, é perdão, é respeito é vida.

Beijos

Todos os nomes (menos um) disse...

E eu que não suporto musicais, e que adoro este filme! É contagiante do início ao fim, a história, as músicas escolhidas na perfeição, o cenário....
Para mim a melhor cena é a parte do Hindi Sad Diamonds ( o espectáculo quase no fim), e a parte do Your Song, claro...lol

abraço

Júnia L. disse...

Um turbilhão de imagens muito bem montadas com uma trilha sonora na linha. "Moulin Rouge" é uma experiência.Uma sensibilidade extrema do diretor em "Moulin Rouge", combinando sons, cores, sentimentos, uma sinestesia e mescla maravilhosa! Neste filme encontramos o drama, a comédia, o romance, todos os ingredientes para um bom filme. Porém, de nada adiantaria se a história fosse mais um clichê - no entanto felizmente não é!!!

Para variar, adorei sua resenha!!!!

bjao

Drigo disse...

adoro o filme, eh mara...
tenho a musicas no meu pc, ouço d vez em qndo.

bjitos...

Daniel disse...

Olá Meu amigo, te desejo um Feliz Natal e um Feliz Ano Novo pra você e sua Família, até 2010!!!

Aninha disse...

Oi !!!

To passando p te desejar Ótimas Festas e um 2010 cheio de poesias!

Bjs

Larissa Araújo disse...

Meu filme preferido até agora. Adoro! Perdi a conta de quantas vezes assisti. Atuações perfeitas, as músicas escolhidas não poderiam ser melhores. O que é The show must go on? A montagem, as cores, os diálogos e é claro o humor. Perfeito, amo esse filme.

JaqueFonseca; disse...

CARA! Não vi esse filme ainda! Mas tô doida pra ver há séculos..

BRENNO BEZERRA disse...

Moulin Rouge, para mim, é melhor filme da década.

João Bastos disse...

Pois eu detesto Moulin Rouge.... Para mm é dos piores filmes de sempre... Gosto mais de Grease, Chicago, Hairspray, Sweeney Todd.....

abraço

Apolinário Júnior disse...

Queridos amigos de blogosfera,

Resolvi desejar BOAS FESTAS pra vocês de forma especial: com música! Por isso preparei uma delicada surpresa no meu blog para que ela simbolize meus pensamentos e desejos!

Ano novo, definitivamente, é uma época para se festejar e o principal motivo é o de estarmos vivos... estarmos fortes... desejarmos melhoras e muito progresso!

Tô esperando a sua visita! O endereço está lá na minha página!

Forte abraço.
Júnior.

Cleber disse...

O excentrico em forma de arte, uma obra-prima!

http://clubcinefilo.blogspot.com/

Guto Angélico disse...

Nossa´esse filme é maginfico em tudo. Trilha, elenco, fotografia.


Meu musical preferido, é tão sutil, tão sublime o ampr entre eles.

parabens pelo post

Cintia Carvalho disse...

Oi Cris!

Finalmente consegui colocar a leitura do seu blog em dia. A única pendência será "O iluminado". Prefiro ler depois de escrever a resenha sobre ele. To terminando e assim que ficar pronta primeiro vou mandar para vc ver e me dar uma opinião.

Bem, vamos as minhas pequenas observações:

1) Moulin Rouge é um filme esteticamente muito bem feito e dirigido pelo Baz L. O primeiro filme que ele dirigiu é muito bom e se chama "vem dançar comigo", quando puder pegue para ver´, pois é muito legal. Este aqui é bom. A história e principalmente Nicole Kidman (que ta linda) prendem a atenção do espectador. Ponto para ele que escalou esta atriz p o papel. E acredito que muito do sucesso do filme se deva a ela.
Seu texto fala muito bem da atmosfera da trama. Parabéns!

2) O texto do filme "Veronica decide morrer" ta bem feito. Acredito que o filme seja superior ao livro. Confesso não sou fã do Paulo Coelho. Comecei a ler diário de um mago no passado e não gostei. Daí, nunca mais me interessei por nada dele. No entanto, li algumas críticas e comentários de amigos blogueiros sobre o filme e este me parece que vale a pena ver. É um dos que esta na minha lista para assistir.

Cintia Carvalho disse...

3) Seu post sobre "requiem para um sonho" tá bem escrito. Gostei da forma como vc abordou este filme. Muito bom mesmo.

4) Me parece que o livro "cartas de um sedutor" da escritora Hilda Hilst, fala sobre um tema que o povo gosta que é a sexualidade. Geralmente livros focados neste tema fazem sucesso. Pelo forma como vc descreveu a narrativa, me parece bem interessante e me instigou a pesquisar mais sobre o livro e tb deu vontade de ler. Gosto de livros que enfoquem este tema tb.

Aproveito a oportunidade para lhe desejar um feliz e alegre natal!!
E a partir de agora manterei a leitura de seus textos em dia.

Um beijinho carinhoso meu e do Victor Hugo.

Ah, Cris, ontem vi um filme na fox que a história é muito boa e tem tudo haver com o perfil do apimentário. Depois pega para ver: "A mulher do meu irmão". É um filme mexicano. Vale a pena.

LuEs disse...

Eis uma belíssima experiência cinematográfica!
Moulin Rouge apresentou-se na época de sua estréia como o filme que trouxe os musicais de volta à vida. Com charme imenso, totalmente colorido, essa obra nos permite observar a alegria e a tristeza do amor - simultaneamente, somos convidados a participar de uma amostra de cultura ao ouvirmos várias músicas famosíssimas sendo remodeladas.
De maneira belíssima, Baz Lurhrmann nos trouxe a magia de um musical fantástico, um presente aos nossos olhos. Quantas vezes temos a oportunidade de ver uma personagem sendo introduzida à história com a mesma beleza que é visto com Satine? Ao vê-la descendo sentada num balanço, o espectador já se choca com a beleza estonteante da atriz; não é preciso muito, então, para descobrirmos o quão terna a personagem é. Não sei compartilha da minha opinião, mas penso que, emboram ambos sejam importantíssimos, Satine é uma personagem bem mais complexa do que Christian. McGregor, no entanto, se uniu a Nicole Kidman em beleza e ambos se apresentam dignos de ser protragonistas desse musical. Um dos melhores momentos de ambos os atores no cinema.
Kidman fez jus à sua indicação ao Oscar; poucos que a vêem conseguem esquecê-la como a charmosa cortesã. O filme também mereceu sua indicação como Melhor Filme, mas me surpreende que o diretor nem sequer tenha sido nominado ao prêmio.

São tantas cores, tanto brilho, tantas canções... chegamos até a invejar a vida dos protagonistas.
E a frase que você usou se tornou clássica. basta mencioná-la para que imediatamente sejamos remetidos a esse clássico moderno.
Um presente para nós, certamente.

Wallace Andrioli Guedes disse...

Cristiano, eu já havia visitado seu blog, cara, e gostado. Não me lembro porque não deixei nenhum comentário aqui, mas com certeza não foi porque não gostei... ah, valeu pelas visitas lá no CRÔNICAS, e continue passando por lá sempre que puder.
Quanto a MOULIN ROUGE, é um dos mais belos filmes de amor da década para mim, além de ter um significado particular. É lindo, vibrante, empolgante e com cenas memoráveis.
Abraço!

DILERMArtins disse...

Mas bah, guri.
Passei para desejar um Feliz Natal, muita Saúde e Paz!
Abração.

Fabiano Mayrink disse...

Hoje é véspera de um dia muito especial entao vim aqui espalhar alegria e desejar um natal repleto de felicidades, um enorme abraço!

Patrícia disse...

Feliz Natal, Cristiano!
Tudo de bom pra você e sua Família!
Foi muito bom te conhecer.
Bjinhos arretados da amiga,
Patrícia

Reinaldo Glioche disse...

Um clássico moderno e imperdível. concordo em gênero, número e grau. Esse filme vai aparecer na minha lista dos 25 melhores da década lá no meu blog. Pode aguardar. Para mim é o melhor musical que existe.
Abs

Juliana disse...

Moulin Rouge é um dos meus musicais favoritos! Intenso, instigante, sedutor... Engraçado! Um mix de sensações num só filme!

Thomaz Ribeiro disse...

Não sou muito fã de musicais, mas diante de uma crítica tão bem fundamentada, não há como olhar para um filme desses com outros - e mais compreensíveis - olhos.

Rodrigo Mendes disse...

Cris,

esse filme irrita as vezes mas tem partes muito engraçadas e belas.

Produção de primeira linha, e esse é o que mais curti do Baz Lurhmann, que faz filmes escandalosos demais.

Lindo texto...ótimas festas amigo.

Abs!

Roberto F. A. Simões disse...

Revolucionário. Brilhante. Arrebatador. Obra-prima 5*

Cumps.
Roberto Simões
CINEROAD – A Estrada do Cinema

Claudia Valente disse...

Assisto sempre que posso. Adorei o Ewan McGregor como esse adorável escritor boêmio. Bom, até agora ele não me deixou na mão em termos de atuação.

Nícholas Fernandes Gimenes disse...

Oi Cristiano! Desculpe-me por demorar tanto em responder seu comentário, eu to numa fase meio complicada no trampo e acabei deixando minhas coisas pessoais acumular.

Primeiro, obrigado pelos elogios... mas meu blog nem se compara ao seu.. o seu é mto criativo, tem um tema interessante e vc escreve muito bem.. haha tenho q ralar mto ainda :-P

um feliz natal pra vc e um 2010 emocionante, cheio de grandes realizações!

abração!

Júnia L. disse...

Deixei dois selinhos para você em meu blog,
fique a vontade para pega-los se quiser.
Bjao

x-ratho disse...

gostei de algumas coisas outras não...

railer disse...

vi duas vezes no cinema e depois comprei. maravilhoso! tinha que ter levado o oscar.

sabia que a música 'come what may' tinha sido feito inicialmente para 'romeu+julieta' do mesmo diretor?

Marla disse...

Amor em vermelho...

Juliana Góis disse...

Nicole rouba todas as cenas, Ewan faz papel de tonto.Não combinou com ela.

Mirella Santos disse...

1º com é que vc me mostra sua crítica só depois que eu escrevi lá no blog?

2ºNem preciso dizer que gosto de Moulin Rouge. É filme que em duas horas te faz sorrir, chorar e até cantar (para os mais ousados)

3º(e último eu prometo) O amor que o casal protagonista sentem e o desejo tudo se encaixa tão perfeitamente quanto as músicas e as cores. Está aí a prova de um filme/musical que não precsia ter um final feliz pra ser bom. Amei seu texto, quando eu crescer quero ser iagual a você rsrsrsrs Abraços

Alan Raspante disse...

Cara, Moulin Rouge é um dos meus musicais favotitos, só fica atras de Sweeny Todd !
Tudo ali é perfeitinho e bonito, o visual do filme e Nicole Kidman estavam incríveis !

Edson Cacimiro disse...

Choro todas as vezes!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Aperitivos deliciosos

CinePipocaCult Sociedade Brasileira de Blogueiros Cinéfilos Le Matinée! Cinéfila por Natureza Tudo [é] Crítica Crítica Mecânica La Dolce Vita Cults e Antigos Cine Repórter Hollywoodiano Cinebulição Um Ano em 365 Filmes Confraria de Cinema Poses e Neuroses