Torture-porn

"Chocar", uma palavra perfeita para determinar uma das intenções de Lars Von Trier com seu filme. Ele consegue realizar o que parecia irrealizável, um torture-porn psicológico de arte. Anticristo é o concebimento único de provocar com a expressão da ousadia, é o exercício do cinema polêmico no ápice da estética. Von Trier provoca, com sua direção peculiar, logo na primeira cena: puro sexo, em câmera lenta, com uma fotografia firmada no p&b. É aceitável o quão polêmico foi a exibição deste filme no Festival de Cannes, a polêmica não foi desnecessária: não minto em dizer que, talvez, seja um filme definitivo da carreira de Von Trier - Anticristo é uma espécie de exorcismo terapêutico de uma depressão na qual se encontrava o diretor. O filme examina ideias e pesadelos de décadas do diretor - que garante inclusive manter um exemplar de O Anticristo, manifesto anti-cristianismo de Friedrich Nietzsche, em sua cabeceira desde os doze anos de idade. O filme, além do roteiro altamente simbólico, reflexivo e intensamente chocante, tem atuações inspiradas de Charlotte Gainsbourg e Willem Dafoe: há a perceptível entrega aos personagens, às dores e ao psicológico. O filme desnuda a fragilidade humana, descontrói as nuances da alma e os segredos da carne, aos impulsos da personalidade. Há o sexo de amar, o sexo por puro prazer. Um espetáculo que sequer consigo descrever: libertem-se, assistam.

34 opinaram | apimente também!:

Jussivaldo disse...

Cristiano, soube descrever muito bem o filme, ele é sublime e angustiante, consegue despertar sentimentos ambiguos, durante todo o filme, recomendo e muito...

Wilian Bincoleto Wenzel disse...

Eu assisti esse filme e infelizmente não gostei muito!

Não quero influenciar negativamente em uma noite de cinema de ninguém. É apenas uma opinião, talvez por não ser meu estilo de filme predileto!

Mas é realmente o que descreveu... Parece que entendi mais o filme pela sua descrição do que pelo próprio filme.! hehe'

Eu quem agradeço pelo carinho de sempre! Obrigado pelas indicações!

Forte Abraço! Fique bem!

flammable disse...

tá aí... tá na lista dos próximos que assistirei...
.
embora ter achado nietzche entediante no seu livro homônimo...
.
abraço e obrigado pela visita!

Luís disse...

O filme já estreou em todos os lugares, menos na minha cidade!
Aqui é incrível como a lentidão predomina...
Quero muito assistir a esse filme, pois, como tenho lido, é uma obra chocante. Faz algum tempo que não me sinto assim diante de um filme...


Logo estará no "Blog que Recomendamos".
Nós criamos um post pra divulgação de todos os nossos favoritos. Estamos meio atrasados com isso, mas colocaremos tudo em ordem.

Você é do Brasil?
:D

Rafael disse...

Hum! Esse parece ser bom, quero ver!!!
Abraço

Wenndell A. Amaral disse...

Eu quero assistir... Estou tentando.

Alexandre disse...

Depois passe no blog e celebre com nossa crítica positiva ao Anticristo.

(Eu vi duas vezes, na primeira eu não curti na segunda entendi o que Von Trier queria...)

Abraço

Luciano A.Santos disse...

Cristiano,

Me falaram - muito - bem deste filme, mas moro no interior de São Paulo e não creio que terei a oportunidade de assistí-lo tão cedo. É uma pena.

Um grande abraço.

Fred Pimenta disse...

Ainda não vi, mas pelo histórico do Lars Von Trier imagino que seja intenso, como de costume.

Eu gostei muito de Dançando no escuro. Chorei banheiras.

Paulo Braccini disse...

Agradecendo a retribuindo o carinho da visita. Cristiano, seu trabalho por aqui é fantástico ... uma viagem maravilhosa por suas contextualizações sobre artes, cinema, literatura e música ... adorando tudo por aqui ... blog de leitura obrigatória ... parabéns ...

seguindo e linkado no meu ...

bjux das Minas Gerais

;-)

Gema disse...

Não sei se irei gostar, mas parece-me um filme "brutal".
Bjs

Alan disse...

Primeiramente, obrigado pelo comentário em meu blog! Valeu! :D

Quanto ao filme, infelizmente não tive a oportunidade de assisti-lo. Lembro-me que cheguei até a ouvir comentários sobre as cenas chocantes e das vaias que levou em Cannes, mas agora, após sua sinopse, estou louco pra ver!

Abs!

Fabiano disse...

Valeu!
To te seguindo ok?

Abraços!

Júnior Coelho disse...

Um sofrimento pornográfico...
Gostei. Vou ver sim.
Abração, Cristiano!

Glaukitos disse...

Obrigado cara e seja sempre bem vindo.
Já estou seguindo o teu blog, muito fera também.
Abraço.

André Lasak disse...

Cê tá vivo, hehehe.

Não tinha notícias suas desde que o Bonequinho de Luxo saiu do ar...

Bom, vou incluir este aqui lá n'A Máfia, ok?

Abração!

Paulo Ka disse...

Oi Cristiano, blz?

Antes de tudo obrigado pela visita e respondendo a sua pergunta fique a vontade para linkar, aliás já te coloquei lá também inclusive onde estão os banners.
Quanto ao filme, já ouvi muito comentário sobre ele, porém não tive a oportunidade de assistir mas o farei o quanto antes e volto aqui para deixar minhas impressões sobre ele.
E por falar em “chocar”, essa deve ser a palavra de ordem do Lars Von Trier, pois creio que ele já vem fazendo isso desde a sua trilogia sobre os EUA com Dogville, Manderlay e Washington, talvez seja justamente por isso que curto o trabalho dele.

Um grande abraço!

Paulo Ka

Extase disse...

gostei do que dissestes sobre o filme

BinhoSampa disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Fatima disse...

Quem sabe eu assisto não é mesmo Cristiano. Agora seu comentário sobre o filme está completo, muito bem feito.
Vim conhecer seu blog e agradecer as palavras carinhosas lá em casa.
Volte sempre e fique à vontade.
Bjs.

David disse...

Obrigado pela visita pois assim já encaro uma resenha extraordinária sua sobre um dos diretores que mais admiro!
Incrível como a minha opinião e a sua sobre esse filme é uníssona. Realmente não entendi porque da ojeriza da crítica, na sua maioria, quanto ao teor do filme.
Acho-o contundente e indispensável!

Abraços

Dan disse...

Oi Cristiano,

Bela critica, o filme é para sempre. Universal e lindo.

Já te colei no pouco de tudo, obrigado pela visita.

Abraços

Gilson disse...

Oi sumido, quando vai aparecer por lá?
Tudo bem contigo. O Blog está bombando, muito boas criticas

Abraços

Ricardo Martins disse...

Desse filme passo longe!hehe
ABRAÇO

Pityla disse...

oiiiii Cristiano... hmmm ta bom.. sacanagem a tua neh.. vontade de comer sorvete.. hahaha
Mas ta valendo. tô te seguindo tbm.. gostei do blog e amo cinema.
bju

Diih disse...

._. Não vi esse filme ainda.

PS: Brigado Pela visita tbm vo te seguir certo :D

Viva Alves disse...

Obrigada pelas felicitações.
Saudo-te! Boas Vindas ao meu modesto Blog! Esteja sempra à vontade para voltar quando quiser.

Agora, sigo-te de perto também!

rsrs
Beijo

Diego Hatake disse...

Eu ainda quero ver esse filme. Eu não sei se ele vai estrear ainda aqui, visto que cinema mais "alternativo" em Manaus não tem vez. Mas fico curioso por ele, e não é pela cena de sexo! XD
Aliás, gostei muito dos posts sobre cinema. Poste mais desses! *_* Vou lhe seguir e assim que o blog permitir, te linkar. Fui!

Andre de Paula Eduardo disse...

Curioso, muito curioso... gosto muito do Lars, mas sobretudo em momentos mais diretos, como Dançando no escuro. Depois de Dogville passei a ter certa mania de desconfiança com seu cinema, mas é porque tenho pé atrás com inovações (talvez seja conservador demais hehe).
Se texto me deixou com vontade de ver esse filme demoniaco, até porque o efeito catártico que vc citou para o Lars pode ser útil para o marasmo do cinema também. Quem sabe deixo de lado minhas desconfianças hehe.
Abraços

Mescla de culturas disse...

Lindo !
é isso que penso quando assisto ao trailer, rs
coisa de amante do cinema ,né?
já já vou assistir.
aqui no rio tá rolando o festival do Rio, levando prioridade !
abçs

Marcio Melo disse...

É definitivamente um filme 'chocante' e sem pudor. Deve sair minha resenha sobre ele em breve.

Valeu pelos elogios em meu blog. O seu merece ainda mais, gostei dos textos e da forma como escreve.

Um abraço

Joaquim Bamberg disse...

Os diversos "reviews" sobre o filme me deixaram receoso, mas essa sua análise fez me deixar tranquilo pra assistir e fazer meu próprio julgamento.

Marina disse...

Boa descoberta o seu blog. Vou favortiar já. E estou curiosa, como chegou ao meu blog? ele é tão isolado. haha. Não que seja ruim, pelo contrário; adorei que tenha passado lá, e principalmente que também gostou do filme assim como eu.
Bom, de qualquer maneira, assim que vi seu comentário, tinha acabado de editar meu post. Então não sei se você pôde ler a crítica completa, e te aconselho a passar lá mais uma vez se for de seu interesse. (:

Alan Raspante disse...

Eu entendi mais ou menos o que o diretor quis passar com o filme. Mais, sinceramente não gostei, e a agonia é intensa !
Definitivamente não é meu estilo de filme !
Mais dentre as críticas que eu li, a sua foi a que mais consegue revelar o anticristo !
parabéns...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Aperitivos deliciosos

CinePipocaCult Sociedade Brasileira de Blogueiros Cinéfilos Le Matinée! Cinéfila por Natureza Tudo [é] Crítica Crítica Mecânica La Dolce Vita Cults e Antigos Cine Repórter Hollywoodiano Cinebulição Um Ano em 365 Filmes Confraria de Cinema Poses e Neuroses