Luxúria de luxo literária?

Querem esquentar o sexo com polêmica? Leiam a suruba literária mais libertária de todos os tempos, sem medo repressivo: é pura sensualidade em cada linha, altamente inovador e viciante. Um livro pode provocar orgasmos múltiplos? Incondicionalmente, sim. A casa dos budas ditosos é um romance impudico, provocador e instigante - graças, obviamente, à genialidade da escrita ácida-irônica sexualizada proposta por João Ubaldo Ribeiro. O autor desnuda o sexo de uma maneira jamais vivenciada, sem censura - há inúmeros contextos sobre homossexualidade, incesto, celibato, monogamia e muitas teorias sobre filosofias-religiosas sexuais. Sob o alter-ego de uma senhora devassa, ousada e libertina, observamos toda a trajetória narrada, suas próprias memórias: são expressas suas aventuras sexuais, amorosas e sentimentais, tudo rememorado num tom confessional e quase panfletário. Um relato verídico? Eis a grande sacada criativa do Ubaldo. Com maestria, o livro é um relicário textual de pura febre da luxúria, repleto de muito apetite sexual e personagens intensamente perversos em devassidões, indomáveis e sensuais. Através da personagem-narradora - vivenciamos, com todo prazer, suas infinitas possibilidades do sexo. É uma narrativa incomum, por vezes chocante e com provocante dose de pecados íntimos do ser humano. O sexo trancende ou é transgressor? Eis que a literatura é argumentada com o conceito da putaria erótica, todo o livro tem o aspecto de monólogo vibrante que é a plenitude: muita transa pervertida, amores lascivos e atos secretos libidinosos. As ideias e práticas libertárias na área da sexualidade e, relacionamentos pessoais extremamente flexíveis, contrapõem-se a uma sociedade portadora de valores conservadores e de conduta moralista. Quão doentio pode ser o vício no sexo casual? Qual o valor da integridade do desejo? O tesão faz parte da promiscuidade licenciada? Um livro cicatrizante - uma ode à pornografia como forma literária? Tudo de mais quente, polêmico e perturbador é expresso em cada parágrafo. Leiam, sintam e gozem!

38 opinaram | apimente também!:

Fernando disse...

Resumindo, vou fazer meu comentário de estudante de Letras!

É uma "trepação" nessa livro, dá vontade de sair comendo todo mundo!

Adorei!

Rodrigo Mendes disse...

O Livro Ilustra bem, da uma de Calígula, Tinto Bras?

Vou providenciar e lê-lo!

Mero disse...

utilidade publica,amo o livro

Paulo [ALT] disse...

tinha o livro aqui no pc e sempre quis assistir a peça com a fernanda torres, mas ainda não li, quero.
pra qm tb gosta de eu sei q vou te amar, vou seguir o conselho ^^
o texto tah bacana como sempre cris, q final hein rsrs
abraçoo

Rafael Lopes disse...

Não gosto de livros assim. Que bagagem cultural trará??

abraço

Guto Angélico disse...

Eu não li mas a historia parece valer a pena so pelas descriçoes do sexo em si

Marcelo Mayer disse...

o sexo é doentio. e esse livro ostra o quanto ele pode ser mentiroso tb.

abraços

Lili Tormin disse...

Eu li dois livros da série plenos pecados (Inveja "O mal secreto" e Gula "Clube dos Anjos") e os adorei. Apesar dos escritores serem distintos a proposta da série é muito boa. Quero ler os outros, inclusive o da Luxiria.

Adoro a forma como escreve.
Parabéns!

Bom fim de semana

Larissa Araújo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Larissa Araújo disse...

kkkkkkk
Li esse livro hás uns dois anos e gostei muito!
Tá na minha lista de favoritos ehehehe

Muito bom texto, adorei a descrição.

Beijoo

WallaceLemos disse...

Olá Cristiano!
Obrigado pelo comentério lá no blog. Fiquei até tímido, pq é tudo muito amador e simplista rs.
Adorei o que vc escreve e como escreve, passei por aqui e também no Bonequinho de Luxo. Beeem bacana mesmo! Parabéns!
Grande abraço!

Tainá disse...

Gosto muito do seu blog. A forma como você escreve, sorte dos autores comentados aqui, se quer saber o que eu acho! hehehe

Acho que esse livro em especial não faz meu estilo, embora eu nunca tenha lido... mas de qualquer forma gosto das indicações suas.

E obrigada pelos comentários no meu blog, sempre são muito bem vindos, além de me motivarem!

Luis Adriano disse...

Tive a oportunidade de ler a esse livro e realmente gostei muito dele. A maneira como João Ubaldo escolheu para narrar é simplesmente fantástica, até porque ficamos sem saber exatamente se devemos ou não acreditar em todo o que lemos.
Mas o que queria mesmo era ver a peça teatral com Fernanda Torres. Acredito realmente que devia ser ótima!

Gilson disse...

É Cristiano, esse livro deve mostrar bem claramente o que muitos de nós temos no intímo e de defícil aceitação para a maioria. Mas acredito que os fatos devem mesmo ter consistência pelo autor que é. Gostaria de ler sim.

Renato L. Ferrer disse...

Uau! Inspirador esse livro, hehe! Mas, nem preciso de um pra ter inspiração (haha, essa foi péssima!)! Mas, enfim, nunca li, mas tenho curiosidade em ler... Abraço!

carla l. disse...

Sempre tive vontade de ver a peça de teatro, mas nunca tinha pensado em ler o livro antes. Infelizmente ando tão sem tempo pros meus melhores amigos, os livros...

Caio LM disse...

Sei lá, nunca li. Mas pode ser bom para estimular a imaginação e as fantasias das pessas hehehe

abraço e bom fim de semana

Paulo Braccini disse...

excelente indicação ... mas tem q se despir de pudores medievais para entender o q o autor realmente pretende, o q não é fácil para muita gente ...

parabéns pela conclusão do post ... genial ...

bjux

;-)

Ygor Moretti Fiorante disse...

Não mas conheço essa coleção dos 7 pecados capitais, ainda quero le-los...

Juninho disse...

Só toma cuidado com o tom...antes da chamada putaria vem a literatura. Com o erotismo, muita cultura e referências. Claro, óbvio que você viu isso :)
Não é livro pra qualquer um. Inclusive tem muita gente burra lendo sem entender nada. Procurando merda no lugar errado. Nas palavras da própria personagem,
''o atraso, ah, esse atraso!''.
Um abração.

tai disse...

Vontade de ler é o que não falta!
Vamos à João Ubaldo então!
Lindo Blog, Parabéns.
Abraço,
Tai.

Ju disse...

Só de ler sua postagem já instiga - Não só a leitura, vale a pena ressaltar!

:P

Reinaldo Glioche disse...

Oi Cristiano, tudo bem?
Obrigado pelas palavras gentis. Faço meu blog com muito carinho mesmo. Mas vejo que vc tb faz um excelente trabalho aqui. Li algumas coisas, principalmente na seção cinefilia. Parabéns. Vc tem um olhar muito apurado tb.

Sobre esse livro que vc resenhou aqui, ainda não li, mas deu vontade de ler(rsrs). E João Ubaldo Ribeiro? Deve ser realmente interessante!!!
Tb virarei habituê aqui do seu espaço. E como vc bem disse: Viva a comunicação!

Grande abraço!

PS: Quer dizer que além da formação de publicitário, tá investindo em jornalismo? Faz muito bem! Parabéns pela acertada, e corajosa, escolha.

alvaro, oliveira. disse...

Olá (:

Aqui é o allvaro olliveira do no papel da bala , estou aqui pra dizer que você ganhou um selinho por minha parte uuhuul, zõ/ RSRS'
mas pra pegar ele você tem que ir no http://diariodossupers.blogspot.com . é que eu postei lá e não no papel da bala. ok?

abraços or beijos, té.


obs sobre o seu texto: vou gozar!

Wander, viagens e devaneios disse...

Cristiano
Sou blogueiro novato, ainda estou apanhando da tecnologia. Agradeço o seu comentário que me permitiu conhecer o seu blog. Parbéns a temática também muito me interessou, estou seguindo publicamente.
Abraço

Caroll disse...

Amei esse livro....ele é picante e sem pudor. Ele está entre meus livros favoritos..estou acabando de completar a coleção plenos pecado !
Bj

Tiago Marin disse...

Obrigado por nos linkar em blogs amigos!

Gostaria de te convidar para a comunidade do Cinefilando no Orkut... Ela está no começo, mas o objetivo é discutir filmes, premiações e etc.

Abraços!

http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=95129543

Micael Gallo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Micael Gallo disse...

Não gosto mto de leituras... Tem filme?! rsrsrss
fico imaginando como seria e com q atores um filme desse livro!!! :|

Luan Fernando disse...

De todas as sugestões que já li aqui, essa realmente dá uma vontade e curiosidade enorme de ler.
Como o ser humano é safado né? ^^
Abraço.

Helio Thompson disse...

Olá Cristiano,
Obrigado pela sua visita, pelos seus comentários. Sobre a proposta dessa livro, penso que o sexo será cada vez mais banalizado, pela falta que o ser humano vem sentindo de prazer. é aquele pensamento: "Enquanto houver "sexo"(amor), tudo valerá a pena."
Fico feliz que tenha gostado dos meus escritos, que na verdade são meus pensamentos.
Volte sempre!
Voltarei também.
Abração.
Helio

Tiago Marin disse...

Opa! Só para comentar que já estou seguindo seu blog, e que ainda hoje vou linká-lo ao Cinefilando. Abraços!

Igor Férva disse...

Primeiramente, obrigado de novo pelos elogios ao meu blog, e por acompanha-lo. E pô, vc escreve muito melhor do que eu, é bem bacana o o seu blog, muito diferente, com um tema interessantíssimo, e que poucas pessoas tratam com simplicidade, como você!!

Valeu,parabéns pelo blog!!

abraços

T1460 disse...

Grande livro, de um grande autor! Não se esperaria outra coisa dele!

cristinasiqueira disse...

Feérica indicação.
Esta coleção é ótima.Um investimento editorial que privilegiou os leitores e aos escritores convidados.
E daí...bshh,Bruna Surfistinha,quem?
Ótimas indicações.Comentários que refletem conhecimento em base para as argumentações.
Gostei muito.

Beijos,

Cris

Allen Walker disse...

Olha o que encontro aqui - este livro esta na minha cabiceira de cama a décadas rsrs... quem sabe uma boa leitura antes de dormir - não traga bons pensamentos e ótimos sonhos....rsrs

Gustavo Santiago disse...

Excelente livro - com altas passagens provocadoras.

Muito bem narrado, um tapa na cara.
João Ubaldo diz que o livro não é dele e sim um realto que foi entregue na sua portaria, tenho minhas dúvidas - brilhante - é um livro pra se ler aos 20, aos 30,40,50 de 10 em 10 anos.

Marcio Nicolau disse...

Gosto desta série. Adorei o título sobre a inveja.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Aperitivos deliciosos

CinePipocaCult Sociedade Brasileira de Blogueiros Cinéfilos Le Matinée! Cinéfila por Natureza Tudo [é] Crítica Crítica Mecânica La Dolce Vita Cults e Antigos Cine Repórter Hollywoodiano Cinebulição Um Ano em 365 Filmes Confraria de Cinema Poses e Neuroses